Make your own free website on Tripod.com
inet


Nunca, desde o Renascimento, se escreveu e leu tanto como na decada de 90.

Desconhecido



Hoje se compara a revolução pela qual estamos passando com a que existiu nos primórdios da civilização, quando o homem se tornou sedentário. As mudanças que estão ocorrendo, e que ainda vão ocorrer, com o ser humano são de escalas gigantescas. Este final de milênio é meramente o berço da era digital.

O homem sempre imaginou o futuro, e livros foram escritos sobre ele, de diferentes épocas com diferentes futuros. Se você comparar o futuro de Julio Verne com o futuro de William Gibson vai notar que os dois são completamente diferentes, e qual a diferença? Uma grande sala que foi criada por volta de 1946 cheia de transitoreses, chamada ENIAC, também chamado de computador, que mudou totalmente o futuro da humanidade. Hoje eles diminuiram de tamanho, tornaram-se mais rapidos e pontentes, coloridos e sonoros, mas mais importante, é nessa pequena caixinha sua, com placas e fios embolados dentro dela, que podem ser guardados gigabytes de informação, e no futuro o limite para essa quantidade sera ainda mais berrante. A menos de dez anos atras, o seu HD guardaria 40 megabytes, hoje ele pode guardar 2 gigabytes, ou seja, nesse pequeno espaço de tempo, só a capacidade de armazenamento aumentou 50 vezes. A mesma coisa com as velocidades de processamento dos chips, o XT que guardaria o HD de 40 megabytes de dez anos atras tinha uma velocidade de 2,5 Mhz, ja mais rapida que a do ENIAC, hoje os computadores pessoais que subistituiram o XT possuem velocidades de 166 Mhz a 200 Mhz, e existe ainda muito para evoluir. Além da parte técnica, o computador evoluiu muito socialmente também. Na decada de 80, o prompt do DOS ainda assutava muita gente, pelo menos aqueles que sabiam o que era um computador pessoal, além de seu preço não ser acessóvel como é hoje, a tecnologia digital não era muito comumente difundida. Entretanto muitas pessoas hoje já possuem sua caixinha magica de informações.

E a Internet fornece o meio, também chamado de rede, para difundir a informação que contém em cada uma dessas caixas, tanto de escolas, faculdades, casas, locais de trabalho entre o mundo todo. Porém, nós não estamos falando de objetos aqui, e sim de pessoas, cada uma dessas caixinhas de informação é manipulada por uma ou mais pessoas, e no final a Internet não se trata de computadores, mas das pessoas que trabalham com eles.

Surgida na decada de 70, a ARPANET (que mais tarde mudaria de nome) tinha a finalidade de ser uma rede democratica, sem um computador central ou algum orgão administrativo que a controla-se, e é assim que ela permanece até hoje, uma rede anarquica onde todos os seus nós (computadores) operam e se comunicacam da mesma forma. É exatamente dessa anarquia que surge toda essa quantidade global de informações. E este banco de dados planetário é de muita importância para os países subdesenvolvidos, que geralmente possuem uma falta de cultura enorme, se aproveitado de forma correta.

Para o Brasil, nós só entramos em contato com a mãe de todas as redes em novembro do ano passado, quando comecavam a surgir os primeiros provedores comerciais de acesso a Internet. Para ela ter uma grande repercussão na sociedade brasileira, grande parte da população teria que possuir disponibilidade de acesso, e é ai que começam os problemas, são poucos os que conseguem ter acesso a computadores, e mais poucos ainda os que tem acesso a lingua inglesa, uma necessidade basica para se tirar algo de util da Internet, já que qualquer lugar que você va, sempre vai encontrar uma versão em ingles, por mais que a pagina esteja na Suiça ou no Japão. Estas duas coisas podem ser facilmente simplificadas em uma: educação

Fora esses problemas, podemos encontrar ainda um maior, uma doença que afeta os que já estão surfando por ai, a midia. Qualquer coisa relacionada a Internet que passa na TV, e em outras midias, é sempre sobre duas pessoas falando ou sobre o fulano que teve um romance com a fulana, passando para todo mundo, tanto para aqueles que nem possuem computador, como para os novatos na rede, que a Internet não passa de um grande teleamigos por computador. Isso é o CUMULO!!! Antes de mais nada, a Internet é um meio de difundir informação, grande quantidade de informações para o povo do mundo todo! É também uma forma de as vozes mais fracas, oprimidas pelo silêncio que as classes poderosas impõem de trazer a verdade a tona!

Não podemos mais ficar parados sentados ver a verdade e a informação ser levada de nossas mãos, vamos publica-lá aqui, onde ninguém podera nos influenciar, impedir ou censurar. Não existem leis no cyberspaço, e elas nunca irão existir. Nos EUA somente agora a pouco tempo que começam a existir paginas comerciais, antes disso a Internet era toda dedicada as pessoas que publicavam e difundiam informações na maioria das vezes culturais, já no Brasil o .com chegou primeiro e nos continuamos a engolir sapos.

Seria muito interesante, e talvez de segurança nacional, se existisse um serviço como o Voters Tellecomunications Watch dos EUA, que serve para indicar e informar os eleitores do que seus candidados estão fazendo, e no que o seu representante, aquele que você escolheu, está votando no congresso.

A Internet no Brasil pode ser de grande ajuda para reverter a situação catastrófica em que se apresenta esse pais (e a cabeça das pessoas em que nele vivem), é só sabermos usa-la da maneira certa...

Não existe Copywright para verdades...