Make your own free website on Tripod.com
Desemprego, Desenvolvimento e Educação


O Brasil é o pais do futuro! O Brasil é o pais do futuro!

Renato Russo



Hoje em dia tem se falado muito em desemprego, que agora que o Brasil possui uma estabilidade economica, que começa a se desenvolver, isso é normal de acontecer. Besteira. Muito pelo contrario, está sobrando emprego, faltando mão-de-obra. Porém existe uma diferença: os setores agora mudaram.

Fazendo uma comparação um tanto rude e superficial, um pais capitalista de terceiro mundo é o equivalente a um pais socialista de segundo mundo. O crescimento (econômico) de ambos paises é consideravelmente pequeno e a grande parte da quantidade de empregos oferecidos se encontra no setor secundário, o da industria.

Pois bem, a partir que um respectivo pais começa a se desenvolver econômicamente, como o Brasil, que possui tudo para ser uma das três maiores potências desse planeta, a quantidade de empregos no setor secundario diminui, entretanto o setor terciário, o de comércio e serviços, cresce. É como uma balança, no momento que uma nação começa a andar para frente, a industria se torna mais poderosa para comprar equipamentos e tornar a produção mais eficiente e barata, diminuindo a oferta de emprego; já no comércio, este cresce, não só no comércio puro, mas em todas suas ramificações. A população de um pais desenvolvido quer viver bem, e para isso, existe o setor terciário para satisfazer estas necessidades.

Porém, nessa balança existe um parafuso chave que faz com que ocorra a "movimentação da mão-de-obra entre os setores", e se ele estiver enferrujado, como é o caso do Brasil, pode atrapalhar bastante a continuidade dos acontecimentos. Este parafuso é a educação. No setor secundário o empregado não precisa de muita instrucáo para realizar o seu trabalho, ja no terciário sim. Entretanto o estado de calamidade publica em que se encontra a educação no nosso pais não propicia essa instrução, educação e cultura a essas pessoas que trabalham em industrias, geralmente pessoas mais carentes financeiramente, fazendo com que a balança entre os setores não funcione adequadamente, faltando assim emprego para a massa sem educação e cultura, enquanto falta empregados no setor terciário.

Continuando a cavar o buraco para achar o fim da raiz do problema, chegamos ao ponto em que já foi falado em textos anteriores: educação e cultura fazem a cabeça do povo se abrir, e isso não agrada os poderosos que se beneficiam cada vez mais da ignorância de sua nação. Se as pessoas não se fragarem que a educação para o nosso pais é agora de vital importância, a estabilidade econômica não ira alterar muito a vida do Brasileiro, e muito menos fara nosso pais crescer.

Dessa forma faço aqui um pedido: nas próximas eleições procure um candidato que possua a educação como prioridade de seus planos (pra deixar a infame palavra... "promessa" de lado e acreditar um pouco mais nos politicos brasileiros). Não vote em alguém que você so ouviu duas palavras ou em um candidato que o amigo indicou, procure as propostas de governo de cada candidato, seja ele qual for, e só depois faça a sua escolha.

Não existe problema com aqueles que não se interessam por política, eles apenas serão governados por aqueles que se interessam.

Platão


"E o setor primário (agricultura)?" você deve estar se perguntando. Este também precisa de cuidados, e a discussão desse assunto pode não se tornar curta (contundo eu ainda não possuo informações suficientes para me extender muito neste tópico). O Brasil possui uma imensa área agricola, é o 5o pais do mundo em extensão de terras, porém pessimamente distribuidas, problema que já data desde as famosas Capitanias Hereditarias. A falta de investimentos na agricultura acarreta outros problemas também, como o exodo rural, entopindo as metropoles urbanas de gente, criando mais população carente e aumentando os indices de desemprego. A reforma agrária é uma necessidade sim, mas não é só isso, o governo também precisa investir na interioração do pais, propiciando para as cidades do interior uma vida tão agradavel quanto a que existe nas capitais. A reforma agrária é um gigantesco passo inicial para isso.

Você notou qual o nome desse arquivo? dese.htm? Sera que é "dese" de desemprego ou de desenvolvimento? Já ouviu falar na história do copo com agua até a metade? Meio cheio, ou meio vazio...


Não existe Copywright para verdades...